fbpx

AUTOADESIVO

 Adesivo. Ah, qualquer substância que nos permite colar e/ou fixar um objeto a outro é um adesivo. No caso do autoadesivo, eis que temos uma superfície preparada para favorecer uma aderência sobre outra superfície. E vamos lá…

Existe um leque enorme de adesivos e de autoadesivos, mas o autoadesivo surge no nosso dia-a-dia como rótulo, etiqueta, i.e., como material que permite identificar produtos e ambientes em diversas situações (internas, externas, e mesmo debaixo d´água), além de permitir a impressão de códigos logísticos que rastreiam uma caneta ou uma sonda espacial. Hoje, é tal a evolução deste material, que muitos profissionais chamam de ´sanduiche industrial´, que é fabricado também em metros e metros de laminado para decorar paredes, veículos, etc. e etc., sendo um mercado próprio dentro da Comunicação Visual.

O que é o autoadesivo como produto?

Da definição técnica adotada pelas empresas fabricantes, em geral, sabemos que é um sanduiche de quatro elementos – a saber: um papel/filme no qual se coloca uma camada de adesivo sensível à pressão sendo protegido por um papel/filme siliconizado.

Os quatro elementos são: 1- Frontal _ Papel couchê, branco fosco, transtérmico, térmico, fluorescente e colorido, laminado, metalizado, etc., ou Filme de polyester (pet) ou polipropileno biorientado (bopp). É este material que recebe a impressão; 2- Adesivo _ de acrílico ou de borracha/resina (hot melt). Material responsável pela aderência do Frontal; 3 – Silicone _ é com esta substância que se forma a força de release, i.e., o esforço para separar o Frontal do Liner. 4- Liner _ de papel (kraft, couchê, glassine e outros), ou de filme (polyester). Este é o material, revestido por uma camada antiaderente, protege ou dá suporte a material adesivado, logo, descartável.

Sabemos que um autoadesivo é bom quando percebemos a sua capacidade de aderir a uma superfície [o ´tack´], também, a força adequada para o retirar (adesividade, ou ´peel´] e, importante, a força para o fazer deslizar em si mesmo (a resistência ao cisalhamento, ou ´shear´].

O material autoadesivo pode ser impresso em Serigrafia, OffSet ou Impressão Digital (plotter), esta versatilidade coloca-o entre os produtos mais fabricados e aplicados artesanal e industrialmente, talvez, o símbolo maior da Comunicação Visual por abranger diversos mercados, da decoração de ambientes e objetos à sinalização funcional e de segurança.       mayp

Empresas Fabricantes: 3M, Alltak, Imprimax, Braga, Colacril, Aplike, Torres, Quimicryl, Denver, BASF, Avery Dennison, entre outras, que podem ser contatadas via Associação Brasileira das Indústrias de Etiquetas Adesivas [abiea | www.abiea.org.br]

Picture of João Barcellos

João Barcellos

Escritor (literatura ficcional, historiográfica, tecnológica), Pesquisador de História e Conferencista, é português (1954) com livros publicados em diversos países, e tem o Brasil como sede enquanto "fazedor de conteúdos". Editor e cofundador das revistas Impressão & Cores, Jornal Corpus, e da agência Koty Marketing. É cofundador do Grupo de Debates Noética (Brasil / América Latina) e membro-representante do Centro de Estudos do Humanismo Crítico (Portugal), coordena as coletâneas Palavras Essenciais e Debates Paralelos, com 16 e 17 volumes.