fbpx

Indústria da SERIGRAFIA

Que é a Indústria da Serigrafia?

Deve-se dizer que “[…] as empresas fabricantes de maquinários e insumos para impressão/gravação no modo Serigrafia são empresas de estrutura familiar e média importância econômica, ou seja, sobreviventes que fazem o Brasil valer a pena”, diziam irmãos Ingo e Haraldo da Família Mogk, em conversa registrada pelo historiador e jornalista tecnólogo João Barcellos em uma das Febratex realizadas em Blumenau.

A ideia, projeção e construção de “[…] uma máquina para serigrafar moda ou sinalização, é uma linha de ação industrial, não interessa o tamanho da empresa” [Ingo e Haraldo]. No campo das matérias-primas, se a estrutura e o ´design´ da máquina são ´feito no Brasil´, já o material para controle de automação é quase todo importado, o que eleva o preço do produto final. No entanto, diz Leandro, da Família Guaçu, “[…] mesmo com a falta de matéria-prima e de insumos importados, a Serigrafia brasileira, e também o segmento Transfer, têm se mostrado fortes para fazerem frente aos mercados internacionais” [pinçado das anotações de João Barcellos, em São Paulo e Blumenau).

Deve-se lembrar que “[…] No campo de equipamentos e de insumos, que é a fase valiosíssima da pré-impressão, o Brasil tem uma eficiência tecnológica tão boa quanto a americana e a europeia, não dependemos dos mercados de fora, o que nos permite sobreviver ao balanço das crises”, no parecer de Tarsis, da Família Bianchini [Fortaleza e São Paulo]

Por isso, seja impressora rotativa ou carrossel, calandra ou unidade de termotransferência, seja a formulação de insumos químicos [tintas, vernizes, emulsões), além de matrizes (quadro e tela) e rodos, a Indústria da Serigrafia é parte da economia brasileira pelo seu circuito de milhares de serigrafistas, embora que pouco reconhecida até pelas entidades de classe.

 

 

Nota: todos os pareceres aqui citados foram registrados por João Barcellos em anos de

Jornalismo Tecnológico e pinçados com a sua autorização de suas anotações no banco

de dados da Revista I&C;

 

MALHEIROS, Rosa Maria

Empresária e Serigrafista

 

 

Picture of João Barcellos

João Barcellos

Escritor (literatura ficcional, historiográfica, tecnológica), Pesquisador de História e Conferencista, é português (1954) com livros publicados em diversos países, e tem o Brasil como sede enquanto "fazedor de conteúdos". Editor e cofundador das revistas Impressão & Cores, Jornal Corpus, e da agência Koty Marketing. É cofundador do Grupo de Debates Noética (Brasil / América Latina) e membro-representante do Centro de Estudos do Humanismo Crítico (Portugal), coordena as coletâneas Palavras Essenciais e Debates Paralelos, com 16 e 17 volumes.