Mercado d´Algodão

   Você já parou para observar e registrar que o Algodão é da família do Quiabo, e mais, que a flor amarela é como a do Hibisco (esse mesmo, o do chá)…?

   Portanto, o Algodão não é somente caroço e pluma, planta em tipos arbóreo e herbáceo, é uma imensidão de produtos para farmocosméticos a fibras para fios a serem tecidos na geração de ´panos´.

   O termo Algodão vem da língua árabe: ´al-quTum´, q.s. ´o cotão´, a pluma que se desprende da flor. E foram os árabes que levaram o Algodão a toda a Europa entre os Sécs 9 e 11 (calendário da era cristã) exibindo tecidos e papeis fabricados com essa fibra. E muito antes, cerca de 2.200 anos antes da era cristã, o Algodão era base dos tecidos na China e, pela mesma época, também na Grécia e no Egito

   E vamos lá… Quando, em 1342, Sancho Brandão, capitão da Marinha Mercante portuguesa, viu-se de frente para a foz do Ryo Siará, após sobreviver a uma intensa tempestade que o atirou da costa do golfo guineense para ali, percebeu e viu a tinta de ´páo vermelho´ (que ele conhecia da Ásia  como ´pau-brasil´) no corpos do povo nativo, logo soube que havia descoberto algo mais do que ouro vegetal… Meses depois, em fevereiro de 1343, a mostrar algodão colorido e toras de ´páo vermelho´ em Lisboa, viu o rei Afonso IV endereçar carta ao papa Clemente VI acerca de ´Terra do Brasil, ou de Brandam´. Sim, além da Finisterra os portugueses haviam adentrado o Brasil do algodão e do ´páo vermelho´…

   Entretanto, só 300 anos depois, em 1750, naquela mesma região de além Ryo Siará, os colonos portugueses iniciaram a exploração artesanal e industrial do algodão nativo. Perceberam, também, que o tamanho da fibra já dizia da qualidade do fio.

   Enquanto na Ásia e na Europa os agricultores vendem a pluma de algodão para beneficiamento têxtil (fios e tecidos), no Brasil o agricultor não retira o caroço, logo, não se beneficia economicamente do próprio trabalho; hoje, porém, já existem projetos de usinagem para que o agricultor venda a pluma para os têxteis e o caroço para a farmocosmética.

   É tal a importância geocultural do Algodão que o Séc. 21 tornou-se foco de gestão e de empreendedorismo em torno da planta e criando renda para quem vive da plantação.  | João Barcellos

Fontes: “1343: O Ano Em Que Os Portugueses Descobriram A Ilha do Brasil” [livro de João Barcellos, Edit Edicon, 2016; esgotado], “Revista Impressão & Cores” [João Barcellos, vários artigos].