Calandra & Sublimação

   Se a exclusividade é desde há muito tempo uma parte fechada para um bom negócio, a produção de tecidos estampados é parte desse negócio.

   Um dos processos paralelos que mais chama atenção no âmbito da produção têxtil é a termotransferência, mais precisamente a estamparia por calandragem. Este processo habilita operações também em estampas localizadas e cortadas, mas o que chama a atenção é a sublimação de tecidos em rolos para produção de estampas corridas, de forma direta ou via papel impresso.

Da Calandra _ Maquinário com rolos (cilindros) aquecidos, ou não, que submetem materiais (plásticos, papeis, couro, etc.) para operações previamente projetadas, seja de redução superficial (a frio) ou de transferência (por calor).

Da Sublimação _ Tecnologia para tingir/estampar tecidos sintéticos: a tinta é transferida do estado sólido, que está depositada (gravada) no papel sublimático (ou transfer), para o gasoso, logo, o tecido é submetido a pressão e a calor, porque é via vaporização que as fibras recebem a tinta (ou estampa).

   Neste processo as medidas são comuns, ou seja, as larguras obedecem ao tecido e à estampa projetada.  Existem medidas especiais, mas o padrão é trabalhar com ´bocas´ de 1.20 m, 1.50 m, 1.60 m e 1.80 m.

   Entretanto, se a produção projetada é de tiragem pequena o melhor é utilizar a prensa plana folha-a-folha, porque a aquisição de uma máquina de calandragem exige volume alto de produção para cobrir o investimento.

   Neste processo ´sublimático´ pode-se operar com equipamentos de rolos [calandras] ininterruptamente para uma produção em velocidade e alta qualidade, sendo que peças de imagem corrida cobrem toda a área do papel especial.

   O tecido mais utilizado é o de 100% polyester, ou um composto (misto) com fibras e um fio construído com boa porcentagem de polyester.

   Assim como a serigrafia plana evoluiu para a serigrafia cilíndrica, pode-se dizer que a Sublimação por Calandragem foi e é um aperfeiçoamento da Prensa Térmica.

Empresas Fabricantes

||  Mogk, Tucano, Metalnox, Wuppertal, Yguaçu, entre outras.