Agreste Tex

   Um dos ´motores´ da indústria e do comércio Têxtil e da Moda, eis que o Polo Têxtil de Pernambuco é agora, e também, sede da de uma vitrine única: a feira Agreste Tex, que em 2019 realiza a sua 4ª edição, em Caruaru.

   O Polo Têxtil de Pernambuco é o segundo maior produtor de vestuário do país e agrega 23 municípios onde se situam 18.000 empresas.

   A feira Agreste Tex é uma realização do FCEM Group, responsável por vários eventos em que o empreendedorismo brasileiro se faz presente em parceria com o estrangeiro.

Caruaru | A tradicional cidade da figura de cerâmica e da música de raiz é também um polo de confecções onde geram moda multifuncional – a “modinha”, feita em geral com malha e com ´caimento´ perfeito no ciclo de tendências.

Da História | Cidade situada na mesorregião do agreste pernambucano, tem pouco mais de 356.000 habitantes num território de 920 Km2. Foi uma das regiões habitadas pelo povo Cariri e o nome Caruaru tem origem, entre outras definições, em ´aru aru´, q.s. fartura de bredo, uma vegetação da família ´amaranto´. A região é atravessada pelo Rio Ipojuca em cujas margens está a argila que tanta fama dá aos seus artesãos: a figuração cerâmica e os pífaros.

Santa Cruz do Capibaribe | Tudo o que é malha está aqui… Assim, 30% da produção pernambucana do setor está neste rincão do agreste, incluindo moda íntima e moda veraneio, além de ´capital da sulanca´.

Da História | Em cerca de 336 Km2 a cidade abriga 106.000 pessoas e está a menos de 200 Km da capital Recife. De uma cabana de taipa erguida pelo colono português Antônio Burgos, em 1750, entre os rios Capibaribe e Tapera, surgiu um povoado e, logo, um município. Antônio Burgos havia confeccionado uma cruz de madeira a sinalizar a capela que mandara erguer na frente da cabana e o objeto sacro tornou-se o marco-zero do povoado [a cruz é conservada na igreja matriz].

Toritama | Dita a Cidade do Jeans… Aqui estão dezenas de lavanderias especializadas no trato e beneficiamento de peças de denim/jeans.Da História | Com 26 Km2 de espaço municipal onde dá teto a cerca de 38.000 pessoas, a cidade integra o grupo do agreste. Quanto ao nome Totirama, creio que entre as variantes dos estudiosos, e pela presença Tupi na região, a observação de Luís C. Tibiriçã é que mais se encaixa na linguística geral – a saber: do Tupi (do Séc. 18), tory-etama quer dizer ´região da luz´. Nessa terra foi montada a Fazenda Torres, do colono João Barbosa especialista em agropecuária; estava na margem esquerda do rio Capibaribe onde o colono depois fez doação de terra para a construção de uma capela em honra de Nª Sª da Conceição, no entorno da qual nasceu o povoado.