FESPA Print Census

Aconteceu em de São Paulo a primeira etapa do 3º FESPA Brasil Fórum, espaço para discutir Negócios, Oportunidades e Tecnologia. Empresários e profissionais da indústria de impressão digital participaram de uma manhã com um rico conteúdo, com destaque para números da pesquisa FESPA Print Census e conceitos sobre a importância de estratégias inteligentes de marketing e vendas.

  O evento teve início com Alexandre Keese, diretor da APS Marketing de Eventos, apresentando a estrutura da APS para atender o mercado brasileiro, as novidades e iniciativas que estão sendo preparadas para a FESPA Brasil 2019 e sobre a Digital Printing, feira focada em impressão digital para baixas tiragens e impressos de alta relevância.

Alexandre Keese

A última pesquisa foi elaborada em 2015, e agora, em 2018, mais uma vez o Brasil teve forte presença, estando entre os dez países com mais entrevistados. A pesquisa vem para ajudar o empresário a entender a importância de criar novos produtos e oportunidades, especialmente com apoio da impressão digital, que vem para agregar valor e atender demandas dos clientes, especialmente pela diversificação.

O Que Nos Dizem As Pesquisas _ O primeiro ponto observado pelo FESPA Print Census é o otimismo do mercado. Os empresários estão confiantes em relação aos seus negócios, chegando a 83% de otimismo sobre o futuro de suas empresas.

Outro item foi sobre as demandas do cliente, que pedem por entregas cada vez mais “just in time”, ou seja, mais rápidas, além de pedidos por baixas tiragens e produtos personalizados. Isto traz uma necessidade de rápida preparação e troca entre os trabalhos, uma força da impressão digital. Estas mudanças trazem outras necessidades, como investimento do time em treinamentos técnicos, tendo como exemplo gerenciamento de cor e arquivo.

O terceiro ponto foi a evolução do mix de produtos. Apesar das aplicações mais populares seguirem em alta, como banners e outdoors, outras opções aparecem, como backlits e material para decoração. Alexandre explica que a impressão digital dá condições para a criação destes novos produtos, trazendo uma nova maneira de pensar aos empresários. A impressão digital para PDV (ponto de venda) é, por exemplo, uma que está em alta.

Impressão Digital Já Faz Diferença Nos Têxteis _  O crescimento do têxtil foi mais um ponto a ser observado. Para ser ter uma ideia, 56% das empresas de impressão têxtil têm investido em grande formato digital, e mais 19% planejam fazer nos próximos dois anos. “O digital começa a fazer a diferença no têxtil”, frisa Alexandre Keese. Áreas como o vestuário esportivo, o fast fashion e até sinalização (soft signage) são mercados atrativos para a impressão digital. O crescimento da estamparia digital acontece por vários fatores, como sua dinâmica e velocidade para chegada ao mercado, permitindo uma agilidade única e necessária nos dias atuais.

O investimento em tecnologia de impressão digital foi outra observação da pesquisa e mostrou, e mostra, como os empresários da área estão gerenciando a demanda dos pedidos de forma mais eficiente. Um exemplo é o papel da pré-impressão neste novo fluxo de trabalho. Há agora a necessidade por novas ferramentas, como um software de acabamento, para ter um fluxo de trabalho bem controlado. O web-to-print também é uma ferramenta atrativa para alcançar novos clientes com maior eficiência, tendo a internet como aliada.

Ponto importante: a impressão sustentável. Novas demandas da sociedade, especialmente por parte dos mais jovens, cada vez mais conscientes, fizeram com que a indústria mudasse seu pensamento e buscasse por uma produção mais sustentável em toda cadeia. Ora, grande parte dos empresários, especialmente por conta da impressão digital, conseguiu transformar sua produção mais amiga da natureza sem que isso trouxesse qualquer tipo de impacto em seus custos.

A partir destas conclusões da pesquisa, o especialista considerou que foi possível notar que a indústria passa por uma grande transformação, sempre se reinventando, e a impressão digital tem enorme papel neste processo. Por este motivo, é fundamental que o empresário do setor se atente ao que existe de novo na indústria. E uma feira como a FESPA Brasil, por exemplo, oferece todo este panorama: um mercado que se reinventa, inova.

 

Fonte: Press Communications | AP&S