Água, Sol, Vento

Podemos até sobreviver com pouco sol e vento feito brisa, mas nunca sem gota d´água…

Eis que o Empresariado, em geral, e a Pessoa, em particular, além do Estado, têm de pensar que a Terra é um habitat único (por enquanto…) que, em meio ao Cosmo, garante-nos o berço e a estrada para a Vida e, ainda, a tumba para finalizar o ciclo. Ou seja: a ação humana contra a natureza da Terra é em si a mortalha que anuncia a Morte. Mas, como evitar esta mortalha tão fatal? Acolhendo as tecnologias que possibilitam viver sob fontes de energia renováveis, seja em casa ou no trabalho. Renovar conceitos mercantis ultrapassados é importante, mas mais importante é reorganizar a sociedade para um ciclo civilizacional mais humano e menos descartável abraçando os recursos telúrico-cósmicos existentes. Eis o recado…

HotKids _ 1 (1)