A IMPORTÂNCIA DA GERAÇÃO DE ENERGIA SUSTENTÁVEL

Bioserve & Enersud + Hot Energy
Mais de 800 sistemas de energia renovável comercializados

Manhã de 26 de abril de 2018, Caucaia do Alto, distrito de Cotia, município da Grande São Paulo. Estamos no Hot Kids, um parque temático-pedagógico onde a sustentabilidade tem por foco a geração de energia limpa.

Iniciamos a conversa com Lucas Carvalho que, aos 16 anos, foi sendo introduzido pelo pai, Alexandre Carvalho, nos meandros da energia sustentável; Alexandre operava a empresa Bioserve há quase duas décadas, no Rio Grande do Sul e, vendo o interesse do filho adolescente, passou a orientá-lo e treiná-lo na missão de abrirem mais espaço no segmento de aerogeradores (turbinas eólicas) e sistemas fotovoltaicos (painéis solares).

“Quando conhecemos Luiz Cezar Sampaio Pereira, engenheiro aposentado da Petrobrás e dono da Enersud, no Rio de Janeiro, tivemos a possibilidade de ampliar conhecimentos e projetos, porém, mantivemos o lema ´vendemos soluções, não equipamentos´, para deixar clara a seriedade do nosso trabalho”, esclarece Lucas.

Sendo o Brasil um país onde, geralmente, o progresso inicia quando outros países já ganham outras dimensões tecnológicas, a energia limpa (água, vento e sol) engatinha na precariedade dos incentivos e em meio ao ‘custo-Brasil’. Mesmo assim, “…a parceria Bioserve-Enersud, em poucos anos já comercializou mais de 800 sistemas de geração de energia eólica (turbina de pequeno porte), hídrica (roda d´água) e fotovoltaica (painel solar)…”, adianta Lucas.

Neste meio tempo, em Caucaia do Alto, os empreendedores Marcelo Soares e Patrícia Cersosimo iniciavam o projeto Hot Kids, “um parque temático pedagogicamente elaborado para fazer as crianças criarem consciência das regras de trânsito e da própria natureza, ao qual agregou-se, inicialmente, uma `turbininha eólica´ para gerar alguma energia, e, logo em seguida, uma roda d´água”, lembra o empresário. “E a roda d´água foi a solução que Alexandre, o pai de Lucas, trouxe para o Hot Kids. Mas não era fácil acreditar em tal ´milagre´; porém, quando instalamos, em 2017, as torres eólicas e os painéis fotovoltaicos, geramos 60% da energia consumida no parque, pelo sistema ´off grid´; a partir de meados de 2018, vamos adicionar mais 40% ao projeto inicial, agora com o sistema ´on grid´, totalizando a geração de 100% de energia limpa necessária para atender à demanda do parque” afirma o empresário que vem revolucionando Caucaia do Alto.

Da experiência e do sucesso no parque Hot Kids nasceu a Hot Energy, na qual fervilham vários projetos.

“A união da Bioserve, Hot Energy e Enersud levou à busca de parcerias tecnológicas e, atualmente, trabalhamos em conjunto com a WEG (sistema fotovoltaico) e com a Rochfer (rodas d´água), obtendo soluções energéticas aplicáveis a diversos segmentos, tanto empresariais, residenciais, rurais, como para instituições públicas, e órgãos de ensino e pesquisa” declara Lucas, para quem “o mercado ainda está marcando passo por causa de interesses meramente comerciais e por uma ótica convencional sobre a geração de energia”. Já na visão de Marcelo, “o fantasma do ´novo´ que pode não dar certo desapareceu completamente, e, agora sou um incentivador, porque trabalhar com energia renovável é legar um amanhã limpo para a família e para a comunidade”.

Apresentar ao público empresarial de diversos ramos a importância da instalação de mecanismos para geração de energia renovável nas áreas urbana e rural, é um ato editorial tão necessário quanto a conscientização em relação a esta realidade tecnológica que tem fonte no vento, no sol e na água.

IndicativosBioserve [www.bioserve.com.br], Hot Energy/Hot Kids [www.hotkids.com.br]