Palavra do Editor

Ideal Empreendedor

Precisa-se…!

 

O mundo humano cansou de si mesmo sob o efeito das ações politicamente masoquistas que o colocam (eternamente) sob chicotes ideológicos. Um dos segmentos que mais se rebelou contra tal situação foi o dos tecnólogos, na maioria dos casos, hoje, transformados em novos empresários mercê das facilidades que chegaram com as novas tecnologias, e, já agora, com um ideal empreendedor diferenciado daquele que ergueu o chão-de-fábrica da Revolução Industrial.

Não é somente o apelo mercantil para o lucro fácil, a especulação financeira, não, a juventude que ora empreende faz do trabalho um campo de criatividade para produzir qualidade e bom gosto. De preferência, em ambientes iluminados naturalmente ou com energia gerada pelo sol, a chuva e o vento.

 

Eis que

abolir o chicote ideológico
do masoquismo político

é a bandeira da juventude que empreende, hoje. E não tem volta. Pois, entre o capitalismo selvagem (o liberal e o estatal, i.e., à direita e à esquerda) das oligarquias sociais e religiosas, surgiu um modelo estrutural que se impõe pela justiça comum de levar a toda a humanidade o acesso ao bem-estar, com ou sem produtos massificados e globalizados industrialmente.

Algo contra? Nada. O que é preciso é que as pessoas percebem, agora, que carreiam em si mesmas a necessidade de um humanismo crítico, de um olhar ao mesmo tempo mercantil e sociocultural.

 

da palestra ABOLIR O CHICOTE IDEOLÓGICO PELO PROGRESSO HUMANO. Barueri/SP, junho de 2018.

 

BARCELLOS, João
Escritor, Pesquisador de História, Conferencista