Palavra do Editor

ENERGIA RENOVÁVEL

Soluções Imediatas de Sobrevivência

 

Os recursos petroquímicos e a água potável não são infindáveis e a sociedade industrializada, que somos hoje, sabe-o muito bem. Soluções? Produtos ecologicamente descartáveis, i.e., que não destruam a Terra e o Corpo Humano, proteção aos olhos d´água [nascentes] e captação de energia via sol, vento e chuva.

Ah, mais um ecochato… Pois é, prefiro ser ecochato a agonizar sob toneladas de plástico na alimentação ou à vista de uma longínqua gota d´água!

O progresso não se faz destruindo o berço que nos é também tumba, digo, o berço/tumba Terra, e enquanto se busca no Cosmo uma alternativa a esta Terra devemos tomar consciência para um futuro que está em nossas mãos: as crianças. As crianças de hoje não terão a oportunidade de mudança que nós tivemos, e ainda temos, nas mãos. Estamos em rota de colisão com o nosso ego mercantil e já olhamos para a Srª Roboa e para o Sr Robô como salvação de nós mesmos…, o que não é realidade. Confundimos tecnologia com realidade virtual e esquecemos que a Humanidade o é na sua realização telúrico-cósmica própria, que não sobrevivemos à falta d´água.

É preciso desligar o ´canal virtual´ e viver a realidade que o vento, a chuva e o sol nos oferecem como essência da fauna-flora que somos. Ou ainda não perceberam que somos animais raramente conscientes da dimensão civilizacional…?!

 

BARCELLOS, João
Escritor, Pesquisador de História, Conferencista